Ao Menos 18 Crianças Menores de 2 Anos Foram Separadas Dos Pais Na Fronteira Americana, Diz Relatório.


Pelo menos 18 crianças menores de 2 anos de idade foram separados dos pais na fronteira entre Estados Unidos e México, e nove delas tinham menos de um ano. Elas ficaram longe da família por períodos de 20 dias até 6 meses. O levantamento, inédito, foi divulgado nesta sexta-feira (12) em um relatório elaborado pela Câmara de Representantes dos EUA.


Em dois casos, envolvendo bebês hondurenhos que tinham apenas 8 meses e 1 ano e 7 meses quando foram levados, não está claro se as crianças chegaram a se reunir com as famílias. A criança mais nova, um bebê romeno, tinha apenas 4 meses ao ser tirada do pai.


Das 18 crianças, 10 eram de Honduras, 3 do México, 1 da Hungria, 2 da Romênia e 2 da Guatemala.


O relatório de sexta-feira foi elaborado a pedido dos democratas e traz novas informações a respeito de pelo menos 2.648 crianças que foram separadas dos pais pelo governo Trump entre abril e junho de 2018. Nesse período, entrou em vigor a "política de tolerância zero"americana.


Até hoje, segundo o relatório, ao menos 30 dessas crianças continuam separadas dos pais, apesar de um mandato judicial de reunificação emitido há mais de ano.



Outras milhares de crianças podem ter sido separadas dos pais antes de abril de 2018 e mais de 700 desde junho do ano passado até maio deste ano.



"As separações de crianças pelo governo Trump foram mais prejudiciais, traumáticas e caóticas do que o anteriormente conhecido", diz o texto.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!