Homicídios Mataram Mais Que Conflitos Armados Em 2017, Diz ONU.


Mais pessoas morreram assassinadas do que em conflitos armados em 2017, constatou a ONU em em um relatório divulgado nesta segunda-feira (8).


Segundo o Escritório para as Drogas e o Crime Organizado das Nações Unidas (Unodc, na sigla em inglês), 463.821 pessoas morreram por causa de homicídios naquele ano, comparado a 89 mil mortes causadas por conflitos armados. O terrorismo causou 26 mil vítimas fatais.



"O Estudo Global sobre Homicídio busca esclarecer assassinatos relacionados a gênero, violência de gangues e outros desafios, para apoiar a prevenção e as intervenções para reduzir as taxas de homicídio", afirmou, em comunicado, o diretor-executivo do Unodc, Yury Fedotov.




O crime organizado foi responsável por 19% de todos os homicídios em 2017. Desde o início do século 21, diz a organização, o crime organizado matou aproximadamente a mesma quantidade de pessoas que todos os conflitos armados combinados ao redor do mundo.


Apesar da queda na taxa de homicídios pelo mundo, de 7,2 para 6,1 a cada 100 mil habitantes, houve um aumento no número de assassinatos em todo o mundo: de 395.542 para a 463.821. As comparações foram feitas entre os anos de 1992 e 2017. A maioria das vítimas de assassinato são homens, que também são mais de 90% dos suspeitos de homicídio.



A maior parte dos homicídios ocorreu no continente americano (173 mil), seguido pela África (163 mil) e Ásia (104 mil).
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!