Flamenguista, Baiano Morto Em Paraisópolis Tentava Vida Melhor.



O baiano Mateus dos Santos Costa, 23, viveu sua última semana de vida feliz com seu time, Flamengo, campeão da Libertadores e do Campeonato Brasileiro. Vendedor de produtos de limpeza em um caminhão, costumava trabalhar aos domingos e feriados para se sustentar na cidade de Carapicuíba, desde que veio a São Paulo, há cinco anos. Ele costumava ir a famosos bailes de favela, principalmente nas zonas norte e sul da capital paulista, quando sobrava um trocado e queria se divertir. Para chegar até esses bailes, demorava entre uma e duas horas de trem e ônibus para ir, e o mesmo tempo para voltar. Durante a semana, não costumava sair —por dinheiro e para se dedicar ao trabalho.

Nascido em Maracás, na Bahia, Costa veio a São Paulo com o objetivo de tentar uma vida melhor para si; para a mãe, cadeirante e com histórico de infartos; e para a irmã, grávida de nove meses. O sonho de uma vida melhor acabou enquanto se divertia, na madrugada de domingo (1º), no baile da DZ7, em Paraisópolis, zona sul de São Paulo. Outros oito morreram.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!