Justiça determina que José de Abreu apague tuítes políticos



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator José de Abreu, 73, terá que excluir do seu perfil oficial no Twitter postagens consideradas ofensivas ao PSDB, segundo decisão do desembargador José Carlos Ferreira Alves, da 2ª Câmara de Direito Privado do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo). 


Nos tuítes, de dezembro de 2019, Abreu diz que o "PSDB rouba há mais de 30 anos e tudo bem". Além disso, ele escreve que João Doria, governador de São Paulo tucano, é "podre também". 

Segundo o magistrado, o ator "extrapolou os limites do razoável e da exposição da liberdade de manifestação de pensamento e opinião". 

O desembargador diz que a liberdade de opinião "não pode ser exercida de forma irresponsável, sob pena de ocorrer o exercício arbitrário da justiça com as próprias mãos, o que é intolerável num estado democrático de direito". 

Na decisão, Ferreira Alves escreve também que José de Abreu "acusa explicitamente" o PSDB de roubo, "o que configuraria crime de calúnia, sem sequer mencionar quais fatos ensejariam tal conclusão."

A liminar para a exclusão dos tuítes acolhe recurso do PSDB contra decisão de primeira instância, que tinha negado o pedido do partido. 

O desembargador afirma que levou em conta para a decisão a relevância do perfil de José de Abreu, com "milhares de seguidores". O ator tem no Twitter 428 mil seguidores.

A reportagem não conseguiu contato com José de Abreu até a conclusão deste texto.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!