Polícia peruana prende brasileiros por defecarem em área sagrada de Machu Picchu



Dois turistas brasileiros foram presos pela polícia peruana por terem entrado ilegalmente numa área restrita do Parque Arqueológico Nacional de Machu Picchu. A ação prendeu ao todo seis turistas estrangeiros – 4 homens e 2 mulheres, além dos brasileiros, um francês, dois argentinos e um chileno.



Eles foram encontrados por funcionários no dia 12 de janeiro, por volta de 5h50 no horário local, numa área restrita conhecida como Templo do Sol – um setor religioso. Foram encontradas fezes e "a fissura de um elemento lítico (pedra), que caiu de um muro e provocou uma fenda no piso" – o que caracterizaria crime contra o "Patrimônio Cultural da Nação", de acordo com o G1.



De acordo com o jornal chileno La Republica, cinco dos envolvidos serão expulsos do Peru. Apenas o turista argentino, que tem 28 anos, permanece no distrito de Machu Picchu porque os outros envolvidos o apontaram como o principal responsável pelos danos causados.


Brasileiros já tinham sido acusados por atos de vanlismo em outro país, como no caso em que um brasileiro foi denunciado por vandalismo ao gravar iniciais no Coliseu de Roma (relembre aqui). 



Segundo a história inca, a múmia de Pachacútec, considerado o maior soberano inca, teria morado no Templo do Sol até ser removida para destino ainda hoje desconhecido.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!