SP: Covas Aposta No Fim De Obras Como Trunfo Em Ano Eleitoral.



Bruno Covas (PSDB) inicia 2020 enfrentando uma corrida de obstáculos para se reeleger prefeito da cidade de São Paulo. Ele encara a pecha de prefeito de imagem pública apagada, sem marcas, e enfrenta tratamento contra um câncer agressivo, que pode prejudicar sua intensa agenda como prefeito e candidato. Como trunfos de sua candidatura, tem uma cidade com dinheiro em caixa e obras importantes prestes a serem entregues.


O prefeito tem mantido o expediente mesmo durante sucessivas sessões de quimioterapia. Durante esse período, vem mantendo grande atividade nas redes sociais.

As notícias do tratamento contra o câncer, analisam pessoas próximas, têm feito com que o prefeito tenha mais exposição e, consequentemente, torne-se mais conhecido. Levantamentos internos do PSDB citam a imagem apagada de Covas como um dos principais desafios.

O orçamento da cidade aprovado para 2020, de R$ 68,9 bilhões, é mais de R$ 9 bilhões maior que o de 2019. Parte significativa dessa verba extra será gasta na ampliação de vagas de creche, uma das apostas de Covas. Em 2020, a estimativa é de que seja gasto R$ 1 bilhão em educação infantil.

Além da ampliação por meio de creches conveniadas e diretas, o tucano lançou no fim deste ano os programas Mais Creche e Bolsa Primeira Infância. Enquanto o primeiro compra vagas avulsas em entidades privadas, o segundo dá R$ 100 por mês para famílias de crianças que ainda não conseguiram uma vaga na rede municipal.

Outra parte do caixa vai para zeladoria, onde o tucano prevê gastar em torno de R$ 3 bilhões em obras como de recapeamento e reforma de calçadas. O valor é o dobro do previsto no orçamento deste ano. A conclusão de obras na região central de São Paulo deverá ser capitalizada pelo prefeito no ano eleitoral.

Covas pretende inaugurar até junho o parque Augusta, na Consolação.

Alvo de disputa entre empreiteiras e moradores do entorno durante décadas e desocupado há mais de 40 anos, o terreno de 24 mil m² deverá ser apresentado como uma vitória não somente por ser um parque novo mas também como resultado de uma estratégia de negociação bem-sucedida da gestão tucana.

O tucano planeja concluir na mesma época a reforma do vale do Anhangabaú. Proposto durante a gestão Fernando Haddad (PT), o projeto de intervenção foi retomado em junho de 2019 com custo previsto de R$ 80 milhões.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!