Homicídio em Ibicaraí; criminoso itabunense foi a vítima


Na manhã desta quinta-feira (20), João Paulo (Nem Orêa), morador do bairro Sarinha Alcântara, em Itabuna, foi executado a tiros por indivíduos ainda não identificados, no bairro Mutirão, em Ibicaraí. Velho conhecido da polícia itabunense, Nem era acusado de diversos crimes ligados à facções organizadas, como assaltos, homicídios e tráfico de drogas. Pouco antes da sua morte, inclusive, ele acabara de sair da delegacia de Ibicaraí. Os relatos de testemunhas são de que homens fortemente armados o cercaram em via pública, e o assassinaram. Suspeito de participação no duplo homicídio em Santa Cruz da Vitória, João Paulo teria sido preso em Itaju do Colônia, nesta manhã e, em seguida, conduzido à delegacia de Ibicaraí para averiguações, mas foi posteriormente liberado. Poucos instantes depois, foi surpreendido por criminosos rivais, em via pública, e morto com vários tiros de armas de fogo. Em abril de 2016, bandidos rivais do DMP atiraram nele e o balearam oito vezes. Em janeiro de 2020 ele era alvo também do DMP quando dona Vanda foi morta por bala perdida no Sarinha. O bandido era caçado por rivais há muito tempo e a cabeça dele estava valendo em torno de 10 mil reais dentro da facção DMP. João Paulo era um dos principais responsáveis pela troca de tiros entre criminosos, ocorrida no bairro Sarinha Alcântara, em que vitimou fatalmente, com uma bala perdida, Evanice Pereira da Cruz, 57 anos. Outro crime atribuído a ele é de um jovem inocente recém chegado de São Paulo que foi executado próximo ao Colégio Félix Mendonça, no Sarinha, em junho de 2017, por ser morador do Pedro Jerônimo e ser taxado como Alemão. Ibicaraí registra o 3° homicídio em Fevereiro e o 4° crime de 2020. A 6ª Coorpin chega a 39 Homicídios em 2020.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!