Pastor pode responder por homicídio culposo após culto cristão espalhar covid-19 na Coreia



O líder religioso da Igreja sul-coreana de Jesus, Lee Man-hee, pediu desculpas de joelhos em uma entrevista coletiva nesta semana. Ele é investigado por negligência grave por 60% dos mais de 4 mil casos do novo coronavírus confirmados na Coreia do Sul serem de membros da sua igreja. Até agora, 28 pessoas morreram por causa da doença. 



O Ministério Público coreano investiga Lee Lee Man-hee e ele pode ser acusado por homicídio culposo. “Embora não tenha sido intencional, muitas pessoas foram infectadas”, admitiu o pastor. Na capital da Seul, o prefeito determinou situação de emergência e mais de 10 milhões de pessoas estão trabalhando de casa para evitar aglomeração de pessoas. 



No Brasil, o pastor e empresário Silas Malafaia tem negado suspender as atividades da sua igreja, a Assembleia de Deus Vitória em Cristo (saiba mais aqui).
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!