Lula Brandão não tinha errado ao permitir a abertura do comércio - nosso problema era - e é - outro


A despeito dos especialistas de Facebook (e eu sou um deles) o COVID entrou em Ibicaraí primeiro pelos Hospitais de fora do municipio e depois pelo pessoal que continuou se aglomerando em festinhas escondidas - dentro e fora da cidade - e sem obedecer a nenhuma recomendação dos sistemas de saúde - muitos deles com sintomas, mas escondendo, não buscando diagnóstico nem quarentena e se misturando irresponsavelmente - fato que ainda ocorre.
Enquanto isso, uma parcela da pequena burguesia mercantil ibicaraiense, em sua grande maioria dependentes de seus comércios e obedecendo ri-go-ro-sa-men-te as determinações sanitárias, é que são penalizados, pois, devido a histeria coletiva provocada pelo aumento de casos - ocasionados, frisa-se, principalmente pelos irresponsáveis, que não vão parar de disseminar o vírus na comunidade - são obrigados a verem seus estabelecimentos fechados, ( os grandes mercados e outros comércios, para onde convergem quantidade significativa de cidadãos, continuam funcionando normalmente - fato que por si só é um contrassenso para o tal "fechamento")
O vírus está aqui e os casos só aumentam, mas o pequeno número de comerciantes que está sendo obrigado a fechar suas portas é o menor dos culpados na disseminação dele.
Sérgio Gama
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!