Valença: MP-BA recomenda que prefeitura feche o comércio; município chega a 99 casos



O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou à prefeitura de Valença que suspenda a abertura do comércio, permitindo apenas o funcionamento do comércio de serviços considerados essenciais, como maneira de prevenir a proliferação do novo coronavírus.





No último dia 28 de maio, a prefeitura de Valença publicou um decreto determinando a reabertura do comércio. Segundo fontes do Bahia Notícias no município, a circulação de pessoas é muito grande nas ruas da cidade.



O MP-BA argumentou que Valença apresenta uma curva de contaminação “nitidamente em ascensão” e conta com apenas quatro leitos exclusivos para o tratamento de pacientes com Covid-19.



Além disso, conforme o documento assinado pela promotora Fernanda Pataro de Queiroz, a abertura do comércio no município, considerado cidade-pólo na região do Baixo Sul, acarreta no deslocamento de pessoas das cidades próximas, o que é vedado por decreto estadual.



Por fim, o Ministério Público solicitou que a administração municipal mantenha a transparência na divulgação dos casos confirmados do novo coronavírus, para dar ciência à população sobre o contexto que vive a cidade.



Segundo boletim publicado pela prefeitura nesta quinta-feira (4), Valença possui, até o momento, 99 casos confirmados da Covid-19, além de três óbitos. Outras 47 pessoas são consideradas casos suspeitos da doença e esperam resultado de exame para confirmação.
Compartilhe no Google Plus

Sobre TRIBUNA DE IBICARAÍ

Informação: esse é o compromisso de todos os dias do Tribuna de Ibicaraí. Um site de credibilidade que tem o orgulho de proporcionar diariamente aos seus leitores informação com ética, qualidade e independência editorial. Atualmente, o Tribuna de Ibicaraí conta com uma equipe que produzem análises consolidadas, apuração com profundidade, contextualização da notícia e abordagem dos fatos como eles realmente acontecem. Essas são as qualidades que fazem do Tribuna de Ibicaraí um site de credibilidade!